News

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Divulgação: Novidades Cavalo de Ferro para o primeiro semestre de 2019







Marcel Schwob, Edna Orien,Olga Tokarczuk, Ferreira de Castro, Antonio di Benedetti, Dag Solstad,  Czeslaw Milosz, Shirley Jackson, Italo Calvino,  Zbigniew Herbert e Ray Bradbury entre muitos outros no catálogo da Cavalo de Ferro.




CAVALO DE FERRO
2019 | Janeiro-Junho
JANEIRO
Coração Duplo, de Marcel Schwob (Contos)
Obra fundamental de um autor clássico há muito afastado das livrarias.
«O coração do homem é duplo; nele o egoísmo compensa a caridade; a pessoa é o contrapeso das massas; a conservação do ser conta com o sacrifício dos outros; os polos do coração estão no fundo do eu e no fundo da humanidade.»
Estreia literária de Marcel Schwob, marcada por um estilo novo de fantástico, influência maior para o surrealismo vindouro de André Breton ou o imaginário de Jorge Luis Borges. Volume de contos dividido em duas partes (Coração Duplo e A Lenda dos Velhacos) totalizando 33 histórias que inauguram um novo tipo de literatura fantástica


FEVEREIRO
Pequenas Cadeiras Vermelhas, de Edna O'Brien (Romance)
Uma das mais importantes e admiradas escritoras de língua inglesa e da literatura europeia, regressa ao romance no que é considerado pela crítica um dos seus melhores livros de sempre. Uma história fascinante sobre o amor, o artifício do mal e aterrível necessidade de redenção e a esperança no estilo inconfundível, cru e polémico da autora da trilogia Country Girls.
«A grande Edna O' Brien escreveu a sua obra-prima» — Philip Roth
«Impressionante… Um romance notável… Uma experiência vital e fascinante.» — The New Yorker


MARÇO
Viagens, de Olga Tokarczuk (Romance)
Vencedor do Man Booker International Prize 2018 | Finalista do International National Book Award
Um romance brilhante e original, na linha de W.C. Sebald, sobre o conceito de viagem no século XXI, que cruza narrativa e reflexão numa meditação sobre o Tempo, o Espaço, a Mitologia, passando pela História e Anatomia Humana.
«Uma escritora magnífica» — Svetlana Alexievich, Prémio Nobel de Literatura
O Instinto Supremo, de Ferreira de Castro (Romance)
Último romance publicado por Ferreira de Castro, O Instinto Supremo, que agora regressa às livrarias, narra a missão de pacificação dos índios parintintins, na selva amazónica, por um grupo de discípulos do general Cândido Rondon, no início dos anos 20 do século XX. O famoso lema de Rondon orienta a acção dos homens enviados pelo Serviço de Protecção aos índios e transmite-se aos trabalhadores por eles recrutados: «Morrer se necessário for; matar, nunca!». O etnólogo Curt Nimuendajú, um alemão naturalizado brasileiro, é a personagem que assume maior relevância, servindo de porta-voz do autor, na defesa da civilização indígena.
Na Elsinore: A Lã e a Neve; Emigrantes; A Selva; A Experiência; Terra Fria; A Missão




ABRIL
Zama, de Antonio di Benedetti (Romance)
Considerado uma obra-prima da literatura argentina, até hoje inédita em Portugal, a história de Zama centra-se no conflito existencial de Don Diego de Zama, oficial destacado para um remoto canto do império colonial espanhol, no Paraguai de finais do século XVIII. Afastado da sua mulher e filhos, Dom Diego aguarda pela tão desejada promoção e transferência para a capital da colónia caindo numa espiral alucinatória de auto-destruição.


Romance 11, Livro 18, de Dag Solstad (Romance)
Bjørn Hansen acaba de cumprir 50 anos de idade e está horrorizado com a ideia de que a sua vida tenha sido até aqui governada pelo acaso...
Um romance de cariz existencial, que valeu a Dag Solstad o seu segundo Prémio da Crítica Norueguesa.
«Os seus livros irradiam com um brilho único, inimitável, cheio de élan.» — Karl Ove Knausgaard
Na Cavalo de Ferro: A Noite do Professor Andersen


MAIO
A Minha Intenção, de Czeslaw Milosz (Ensaios seleccionados)
Prémio Nobel de Literatura em 1980, Czeslaw Milosz é considerado um dos poetas maiores do século XX e um ensaísta de invulgar clarividência. Neste volume reúnem-se alguns dos seus ensaios mais representativos, inteiramente inéditos em Portugal, que abarcam um arco temporal de mais de 25 anos e percorrem toda a sua bibliografia. Nestes, sob a forma de reminiscências autobiográficas ou de pequenas narrativas históricas de teor filosófico, estão patentes os grandes temas do escritor: o sentido da História,; a existência do Mal e do sofrimento, a transcendência da vida, e a ascensão globalizada da racionalidade científica em detrimento da imaginação religiosa.
Na Cavalo de Ferro: A Mente Aprisonada


A Lotaria e Outras Histórias, de Shirley Jackson (Contos)
Publicado originalmente em 1949 na revista New Yorker, e hoje considerado um dos contos mais famosos do século XX, A Lotaria gerou à época uma reacção de pânico e horror tão imediata quanto violenta por parte leitores, superando a famosa emissão radiofónica de A Guerra dos Mundos de Orson Wells. As histórias que compõem este volume, até hoje inédito em Portugal, constituem marcos do melhor que a literatura gótica produziu até hoje, contando com legiões de fãs, entre os quais se contam Dorothy Parker ou Stephen King.
Na Cavalo de Ferro: A Maldição de Hill House; Vivemos no Castelo


Orlando Furioso contado por Italo Calvino volume ilustrado, de Italo Calvino (Poesia/Ensaio)
Misto de romance de cavalaria que engloba o imaginário popular e mitológico numa fina ironia, o Orlando Furioso é um longo poema épico que, tal como a Odisseia ou a Ilíada pode ser facilmente lido como um romance de aventuras, tendo sido, alás, leitura de entretenimento ao longo dos séculos em todas as cortes europeias, inflenciando gerações de escritores, entre os quais se contam Luis Vaz de Camões ou Cyran de Bergerac.
Foi precisamente esse exercício que fez Italo Calvino, em famosas transmissões radiofónicas, depois adaptadas pelo próprio em formato livro: escritor de génio, e amante dos clássicos da literatura, Italo Calvino dá uma nova vida ao famosos épico de Ariosto, em páginas empolgantes de acção narrativa e excertos do poema.
JUNHO
Um Bárbaro no Jardim, de Zbigniew Herbert (Ensaio)
Poeta e ensaísta polaco, e um dos nomes incontornáveis e maiores da literatura mundial, Zbigniew Herbert é comparado pela crítica a nomes como os de T.S. Eliot ou W.H. Auden.
Volume de prosa inédito em Portugal, os brilhante ensaios de Um Bárbaro no Jardim, que conjugam examina a geografia humana ao longo da História, as suas obras e as suas fraquezas. Do passado pré-histórico presente em Lacaux, à geometria sacra dórica, do esplendor sombrio gótico ao massacre dos Albigenses, da defesa dos Templários à pintura de Piero de la Francesca, estes textos lançam um novo olhar sobre a história da arte e dos povos europeus, um passado ilustre, mas igualmente trágico, que ainda hoje podemos revisitar.


Death is a Lonely Business (título original), de Ray Bradbury (Romance)
Nova edição de um dos mais famosos romances do autor de Fahrenheit 451 e de As Crónicas Marcianas, há muito afastado das nossas livrarias.
No ambiente crepuscular de Venice, Los Angeles, povoado por figuras decadentes de ex-estrelas do cinema mudo e de cantores de ópera reformados, um jovem escritor juntamente com um detective da polícia procura encontrar um misterioso assassino em série.

Sem comentários:

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Seguidores